Saúde

dr.consulta inaugura Centro de Pesquisa e Inovação

Unidade tem nova estrutura de atendimento e robô de telepresença para 
conectar médicos e pacientes com especialistas


O dr.consulta, rede de centros médicos focada em gestão de saúde inteligente, inaugura nesta quinta-feira, 5 de julho, o Centro de Pesquisa e Inovação da Barra Funda. A unidade tem conceito próprio e inova com tecnologia de ponta, robô de telepresença e nova estrutura de atendimento, centrada na experiência e acolhimento dos pacientes que participam de estudos clínicos.

A rede busca soluções para melhorar a qualidade de vida das pessoas e transformar o  cuidado com a saúde no mundo. Em 2016, expandiu suas atividades e, além de oferecer serviços de saúde de qualidade, também se dedica à área de estudos clínicos mundiais.

De acordo com Thomaz Srougi, CEO do dr.consulta, o principal objetivo de participar  desses estudos é trazer para o Brasil o que existe de mais moderno em tratamento e diagnóstico no mundo. “Somos comprometidos em disponibilizar as melhores soluções aos pacientes. Além de oferecer atendimento humanizado, acessível e resolutivo, investir em inovação, em tecnologia e contribuir com o avanço da medicina está em nosso DNA.”  

Tecnologia e inovação à serviço da saúde
O Centro de Pesquisa e Inovação tem conceito futurista e tecnologia de ponta para que o  paciente seja protagonista de sua consulta, se sinta acolhido e próximo ao seu médico. A unidade será a primeira de pesquisas clínicas do Brasil a utilizar um robô de apoio em consultas. O equipamento, que ganhou o nome de Maria Bonita, irá conectar o médico e o paciente que está sendo atendido com outros especialistas de referência da rede. O paciente terá à disposição dois profissionais de saúde para atendê-lo ao mesmo tempo. 

“O fluxo de atendimento é diferente e foi pensado para que o paciente tenha autonomia e aproveite ao máximo o tempo com o seu médico”, explica dra. Tatiana Hirakawa, diretora de Pesquisa e Inovação do dr.consulta. Após chegar na unidade e realizar o ​self check-in na recepção, o paciente será encaminhado à pré-consulta inteligente, com auxílio de uma balança eletrônica multifuncional. O equipamento afere pressão, frequência cardíaca, peso, altura e IMC e está conectado ao sistema de dados integrado, desenvolvido pelo dr.consulta. As informações coletadas pela balança são cadastradas automaticamente e o médico tem acesso imediato. Cada paciente do dr.consulta possui um prontuário eletrônico integrado que armazena todo o seu histórico de saúde, resultados de exames diagnósticos, medicações prescritas e tratamentos recomendados.
 

Após a pré-consulta, o paciente é orientado a ir para a sala de atendimento. Não há cadeiras, nem mesas, os consultórios são equipados com sofás e poltronas para aproximao médico da pessoa que está sendo atendida. As salas têm estrutura para a realização de coleta de sangue e de eventuais exames necessários. Os médicos trabalham com um tablet, por onde têm acesso ao prontuário eletrônico do paciente e todas as informações da pesquisa que está sendo realizada.  

“Pensamos em um modelo de atendimento em que o paciente é o dono do consultório. Ele não precisa ficar se locomovendo pelo centro médico, a equipe de saúde vai até ele e trabalha ao seu redor”, explica dra. Hirakawa.  

Pesquisas clínicas 
Sempre que algum novo medicamento é desenvolvido, ele precisa ser analisado, estudado e aprovado pelas agências regulatórias antes de ser disponibilizado para os pacientes. As pesquisas clínicas são realizadas com objetivo de estudar e investigar novas terapias e  novos protocolos de tratamento para as doenças. É por meio dos estudos que a eficiência e a segurança dos novos tratamentos é validada. Todas as terapias disponíveis hoje em dia já  foram estudos clínicos no passado.  

O dr.consulta, por meio de seu Centro de Inovação e Pesquisa, busca pacientes que possuem os requisitos da pesquisa, convida-os e monitora o andamento do tratamento. Se o paciente desejar participar ele tem todas as consultas, exames e medicamentos do estudo gratuitos, pois todo tratamento e acompanhamento da pesquisa são custeados pela indústria farmacêutica.  

Hirakawa esclarece que a participação é totalmente voluntária e que os pacientes veem benefício em participar dos estudos. “Hoje, mais de 90% dos pacientes concordam em participar, pois veem uma oportunidade de ter acesso a um tratamento inovador e uma vida mais saudável, além de contribuir para o avanço da medicina. O dr.consulta respeita todos os direitos do paciente, ele participa se quiser e pode deixar o estudo a qualquer momento”, diz.  

O dr.consulta participa hoje de pesquisas avançadas, que estão nas fases finais (3 e 4). Isso significa que o estudo já foi realizado em amostras menores e os tratamentos já estão em etapa final de aprovação de órgãos regulatórios, como FDA (Food and Drug Administration), dos Estados Unidos, ou da ANVISA, do Brasil. Esses estudos acontecem em vários países, muitas vezes mais de 20, e podem envolver mais de 1.000 centros de pesquisas no mundo.

Fonte: assessoria de imprensa

Receba nosso News Letter

Anuncie aqui

Saiba mais: 11-4113-6820