44º Salão Internacional de Humor de Piracicaba

Mostras paralelas no 44º Salão Internacional de Humor de Piracicaba 
reúnem artistas nacionais e internacionais

O público poderá conferir uma exposição em homenagem à cidade e 
os trabalhos dos caricaturistas Mulatier, Kemchs e Zuleta


Entre os dias 26 de agosto e 12 de outubro, Piracicaba irá receber o 44º Salão Internacional de Humor. Além da mostra competitiva, na qual os artistas enviaram seus quadrinhos, charges e caricaturas, para concorrer a um prêmio de R$ 55 mil, acontecerão cerca de 15 exposições paralelas ao evento.

Nos últimos anos, as apresentações artísticas marcaram o Salão de Piracicaba, e em 2017 não será diferente. O público poderá conhecer, gratuitamente, obras com os mais diferentes temas e estilos. A programação paralela irá reunir artistas de diversos países, como os caricaturistas, Jean Mulatier, da França, Arturo Kemchs, do México e Raul Fernando Zuleta, da Colômbia.

O Salão também contará com artistas nacionais. A exposição “Piracicaba Mon Amour” reúne vários desenhistas brasileiros que homenageiam os 250 anos de Piracicaba com páginas de quadrinhos. Já “Cara Nova na HQ”, organizada pela Folha de S.Paulo, foi montada com desenhos da mais nova geração de cartunistas.

Caricaturas de Mulatier

O consagrado caricaturista francês, Jean Mulatier, conhecido como o “papa” da caricatura, apresentará suas principais obras no Salão. As suas caricaturas são feitas à mão, com lápis, e misturam realismo e distorção.

Para selecionar os desenhos para a exibição, Mulatier deu preferência para aqueles de personalidades reconhecidas mundialmente e que guardam uma semelhança de ponto de vista e qualidade gráfica. Ele cita a caricatura do presidente americano, Jimmy Carter, feita para a revista Time, em 1977, como sua preferida, na qual passou três meses em sua criação.
“É uma exceção, pois geralmente eu me interesso mais pelos rostos de atores de cinema – muitas vezes os americanos, como Kirk Douglas, Charles Bronson ou Steve McQuenn – evidentemente muito mais emocionantes do que políticos”, explica.

A inspiração para suas caricaturas vem da beleza e do encanto de um rosto, um animal ou até mesmo um objeto. “Ao contrário da ideia pejorativa que geralmente temos da caricatura, o que me interessa é contrário: testemunhar a beleza e o exagero de suas características, ampliando-a. Mesmo se o modelo não é sempre caricaturado com essa visão”, conta Mulatier.

Caricatura Mexicana - Arturo Kemchs

O caricaturista mexicano, Arturo Kemchs reúne, em um mostra coletiva, diversas obras de artistas mexicanos, que contam um pouco da história do México através de seus desenhos.
Para Kemchs, o desenho de humor tem uma importância social e política para o país. “O desenho de humor mexicano tem caminhado ao lado da história do México e seus vários movimentos revolucionários armados. Foi e é uma parte importante na mudança social, sem qualquer dúvida e, possivelmente, ao contrário de outros países, o jornalismo no México tem sido o porta-voz do povo. Por meio deles são transmitidas queixas, injustiças, reclamações e até mesmo propostas políticas em todos os eventos sociais, onde o desenho de humor sempre serviu como um grito social”, explica.

Arte Irónico para un Mundo en Crisis – Raul Zuleta

Com uma exposição que conta com 60 caricaturas, totalizando cerca de 50 prêmios ao redor do mundo, o caricaturista colombiano, Raul Zuleta, por meio de seus desenhos trata sobre os lados positivos e negativos atuais. Desde a relação do homem com a tecnologia até os problemas humanos, como as guerras, a injustiça, desigualdade, emigração e a violência contra os direitos das mulheres e das crianças.

O artista criou desenhos novos especialmente para o Salão de Humor e destaca sua caricatura mais famosa e muito premiada que será exibida no evento, “Mujer libre  (EVA)”, que foi criada em 2012, e representa a liberação das mulheres frente aos seus direitos. “Minhas caricaturas buscam gerar uma reflexão ante este mundo em crise e convidam a humanidade a realizar pequenas mudanças, que pouco a pouco, seguramente gerarão uma mudança maior de consciência, que nos permitirá conviver em um mundo melhor”, explica Zuleta.

A mostra “Arte Irónico para um Mundo en Crisis” já rodou o mundo, passando pelo Museo de La Sociedad Mexicana de Caricaturistas, no México, pelo Centro Cultural Fontanarrosa, na Argentina e por vários centros culturais na Colômbia. Pela primeira vez estará no Brasil, como parte do Salão Internacional de Humor de Piracicaba.

HISTÓRIA – O Salão Internacional de Humor de Piracicaba surgiu em 1974, durante a ditadura militar, como iniciativa de um grupo de jornalistas, artistas e intelectuais atuantes no cenário político. A partir do sucesso das primeiras edições e do apoio da turma do jornal carioca O Pasquim, importantes cartunistas brasileiros contribuíram para a transformação do Salão em um dos mais conhecidos encontros do humor gráfico no Brasil e no exterior; é, ainda, um dos concursos mais antigos do gênero.

PROGRAMAÇÃO:

Caricaturas de Mulatier
Data: 26 de agosto até 15 de outubro
Local: Casa do Povoador

Caricatura Mexicana
Data: 27 de agosto a 12 de outubro
Local: Armazém do Parque Engenho Central

Arte Irónico para un Mundo en Crisis
Data: 27 de agosto e 12 de outubro
Local: Armazém 14 do Parque Engenho Central.

Piracicaba Mon Amour
Data: 22 de setembro e 13 de outubro
Local: Armazém 14, do Parque Engenho Central

Cara nova na HQ
Data: 27 de agosto até 12 de outubro
Local: Armazém 09 do Parque do Engenho Central

SERVIÇO:

44º Salão Internacional de Humor de Piracicaba
Data: De 26 de agosto a 12 de outubro
Local principal: Engenho Central
Endereço: Av. Maurice Allain, 454 - Nova Piracicaba, Piracicaba – SP

Receba nosso News Letter

Anuncie aqui

Saiba mais: 11-4113-6820