Cultura - Arena Circus

27 de março é Dia do Circo

O Grupo Arena Circus – Complexo Integrado de Artes Circenses
representa a cultura do picadeiro com aulas para todas as idades


e formação profissional na zona norte de São Paulo

                          
O Dia do Circo está chegando (27 de março) e o Grupo Arena Circus – Complexo de Artes Circenses, localizado na rua Tambaú, 23 – Imirim – SP, é um representante assíduo de que o circo é muito mais do que “o respeitável público” pode querer. O lúdico, a alegria e o prazer da interatividade do teatro são características constantes nas aulas de circo e nos espetáculos oferecidos pelo grupo, que além de entreter e encantar, narram um pouco da história do picadeiro com esquetes clássicas e contemporâneas do que há de melhor na arte e cultura circense.

 

 Neste dia 27 de março, data escolhida para homenagear o Circo, os professores e alunos do Arena Circus – Complexo Integrado de Artes Circenses, deixam um recado especial para descrever o que há de Circo em cada um deles, representados nas palavras de sua diretora Viviane Rabelo, nascida no circo e pertencente a gerações circenses. Leiam:  
 
 “Engana-se quem pensa que no circo só há palhaçadas, das quais as crianças e os adultos se entregam e riem sem preconceito, sem medo ou censura. No circo, as mágicas elevam as esperanças de que o impossível pode acontecer e que somos aquilo que acreditamos ser. O equilíbrio demonstrado pelos artistas representa como devemos agir na vida, pois para lidar com as adversidades impostas por ela precisamos de flexibilidade, amor próprio, segurança em quem somos e muita confiança sobre o que há de vir, mesmo sem saber o que será. No trapézio, os holofotes não são focados somente para o movimento preciso da troca e junção de braços e mãos no ar, perto da lona superior, mas sim para a coragem de entregar-se para a vida, para o sonho, para o circo. Assim é quem ama, aprecia e vivência o Circo como filosofia, modelo ou estilo de vida. A cada novo espetáculo ou apresentações em praça público, o maior artista é quem aplaude, vibra e até chora com cada passo que nós, profissionais ou estudantes de circo, oferecemos a eles. Amamos o circo porque somos do circo e dele nunca deixaremos de ser”, recita Viviane Rabelo, diretora do Arena Circus.


Sobre a arte e prática do Circo:
Segundo Viviane Rabelo, a maioria de seus alunos, além de amantes do Circo, buscam bem-estar físico e mental que se diferenciem do habitual por meio das atividades circenses que contribuem para elevar a autoestima, melhorar o condicionamento físico e, também, o reconhecimento de habilidades artísticas que todos possuem. “Usamos a cultura e artes circenses como elementos centrais da geração de múltiplas oportunidades de ascensão pessoal e coletiva para crianças e adultos. Aqui, nossos alunos se reconhecem como artistas e surpreendem-se com os resultados que eles próprios conquistam com o uso de seu corpo e das técnicas circenses para compor os movimentos e as apresentações artísticas. Também é uma ótima oportunidade para quem busca esculturar o corpo sem rotinas chatas de musculação. O lúdico e o encantamento são garantidos nas aulas e nas apresentações dos alunos para seus amigos e familiares no final do ano”, comenta.

Espetáculos:
Além de aulas no espaço Arena Circus – Complexo de Artes Circenses, Viviane Rabelo e Alfredo Muñoz apresentam os espetáculos “Magnific” e “Brasilidades no Picadeiro” para empresas, escolas e centros culturais como, por exemplo, no Sesc.

                                                            

                                                   Espetáculo Magnific:






Espetáculo Brasilidades no Picadeiro: 



Inspirado em grandes espetáculos do teatro de revista, apresenta números clássicos do mundo do circo com toque de luxo e modernidade na sua produção e coreografias. Composto somente por profissionais circenses, a plateia se encantará com as apresentações do equilibrista, malabarista, perchista, equilibrista, palhaço, acrobata, acrobata aérea, contorcionista, aramista, mágico e da espetacular narração do locutor. A abertura fica por conta do luxuoso corpo de baile com tradicionais apresentações artísticas, dentro de um cenário inovador e criativo, mantendo a nostalgia, a arte, alegria e o glamour do circo.
Todos vão adorar! É Magnifico!









Saiba mais sobre a história do Circo:

Pare e pense, dificilmente encontramos alguém que não goste de assistir shows com truques de mágica, ilusionismo, malabares, monociclos, contorcionismo, acrobacias, equilibrismo, palhaçadas e até movimentos radicais no trapézio. O Circo encanta e está presente em todas as artes e suas origens.
Há indícios de que a arte circense já é praticada há pelo menos mil anos, em quase todas as civilizações e ganhou força durante o Império Romano. Na época, as atrações eram compostas por corridas de carruagens, lutas de gladiadores, apresentações de animais selvagens e de pessoas com habilidades incomuns (engolidores de fogo e contorcionistas). Após o período de império dos Césares e início da era medieval, os artistas populares passaram a se apresentar em locais públicos com shows de improviso, dando origem às famílias de saltimbancos que viajavam de cidades para outras cidades levando seus números cômicos, de pirofagia, malabarismo, dança e teatro para todos. A partir do século XVIII, na Inglaterra, surgiu o circo moderno, com seu picadeiro circular e a reunião de atrações que ainda hoje compõe os espetáculos circenses.
No Brasil, o Circo ganhou força a partir do século XIX com a vinda de famílias e companhias europeias, que se agrupavam em guetos e manifestavam suas artes através de interpretações teatrais e espetáculos de rua com artistas que exibiam seus dons adaptados ao gosto da população local.

Sobre a equipe/diretores do Grupo Arena:

Viviane Rabelo, brasileira, de família circense, é acrobata aérea, contorcionista e tranquista. Nasceu no lendário circo Garcia onde foi criada e aprendeu as artes circenses junto com seus irmãos. Trabalhou em circos renomados como Beto Carrero, Picadeiro Aéreo, Di Napole, Circo da Mônica e Circo dos Sonhos. Ministrou aulas de circo em vários projetos como, por exemplo, Bairro Escola, SESC Bertioga e Colégio Pentágono. É graduada em nutrição com especialização em gestão de projetos culturais e sociais, pós-graduada em gestão de projetos culturais e políticas públicas.

Alfredo Muñoz, argentino, quarta geração de artistas circenses, é acrobata, perchista e monociclista. Já participou de importantes eventos como o festival internacional da juventude de Moscou (Rússia), festival mundial de circo em Belo Horizonte e festival Paulista de Circo. Trabalhou em circos renomados como Servian, Beto Carrero, Circo da Mônica e Circo dos Sonhos. Graduado em Educação Física, também, é maestro em aulas circenses na Academia Brasileira de Circo e no Colégio Pentágono.


Histórico Grupo Arena Circus – Complexo Integrado de Artes Circenses
Viviane Rabelo e Alfredo Muñoz acrobatas tradicionais renomados trabalharam em grandes circos; Circo Beto Carrero, Circo Garcia entre outros, consagrados com prêmios como Fomento ao Circo (Secretaria de Municipal de Cultura), Prêmio Caixa Carequinha (Funarte), também, tiveram grande participação na mídia televisiva em programas como o Domingão do Faustão Programa, Silvio Santos, Legendários, A Hora do Faro, Programa do Ratinho e outros.
Em 2010 montaram o “Grupo Arena” e realizaram vários espetáculos como o Fantasy e Magnific, apresentando-se em shows e eventos como, por exemplo, o Festival Paulista de Circo (participação em todas as edições), o Festival Internacional de Circo no SESC (2013), Oficinas e show- Sesc Santo André (2014), Noite de Gala do Circo no Teatro Municipal (2014), Virada Cultural Paulistana (2013, 2014 e 2015), e finalista ao prêmio Governador do Estado de São Paulo (2014). No ano de 2015, Arena Circus promoveu o 1° Festival De Escolas de Circo de São Paulo, participou da Virada Cultural, Circuito Cultural Paulista, Teatro Vivo (Teatro Sergio Cardoso), Circuito Sesc de Artes - roteiro 8 – 2016, Virada Cultural no Sesc Dom Pedro e Virada Cultural Paulistana (APAA). O grupo possui uma linguagem tradicional com conceitos modernos e atualização de cenários, figurinos e produção de números inéditos para surpreender e encantar seus espectadores.


Informações para a Imprensa:
Agência JCG Comunicação e MKT
Jornalista Carina Gonçalves – MTB 48326
  11-4113-6820 / 11-98092-6021 -  contato@jcgcomunicacao.com  
Arena Circus:
11-2236-6796 - Rua Tambaú, 23, Imirim, São Paulo/SP


Receba nosso News Letter

Anuncie aqui

Saiba mais: 11-4113-6820