Saúde Infantil


Quando é preciso ir para o Pronto Socorro Infantil?!

Essa dúvida é recorrente e muitos pais não sabem identificar quando, de fato, devem levar as crianças no atendimento de emergência  



Por Dra. Priscila Zanotti Stagliorio

Sabemos que, no Brasil, os atendimentos em pronto socorro infantil crescem significativamente, principalmente em períodos de doenças sazonais e epidemias, deixando a espera longa e agonizante para pais e filhos. Vale dizer, também, que muitos casos poderiam ser tratados dentro dos consultórios ou clínicas médicas evitando a exposição da criança em ambientes com risco de contágio de outras enfermidades.

Mas, afinal, como e quando saber a hora certa de levar a criança para o atendimento de emergência? Calma. Neste texto, abordarei alguns tópicos interessantes para que os pais possam identificar o momento mais adequado de levar a criança ao pronto socorro.

Lembre-se que neste local o atendimento é direcionado para emergências e não é destinado para visitas recorrentes com o objetivo de acompanhamento de tratamentos prolongados. Isso vale para quando o médico plantonista prescreve, por exemplo, o uso de antibióticos por 14 dias e ou quando os pais não aceitam o diagnóstico indicado por ele. O ideal é levar a criança em seu médico de costume (que já o conhece) para uma nova avaliação no meio e ou no final do tratamento.  Não existe uma regra para se seguir, o bom senso dos pais e dos profissionais é determinante para evitar longas horas de espera no pronto socorro para um diagnóstico simples de resfriado ou sinusite.

Dicas:
  • ·         É importante que você já tenha acompanhamento ambulatorial (consultas) com um pediatra de confiança. Se ainda não tem, procure um na rede pública ou particular (convênios ou rede privada).
  • ·         Antes de qualquer atitude, ao ver que seu filho não está bem, é muito importante que você entre em contato com o pediatra e informe sobre as condições da criança como ânimo, disposição, apetite e hidratação, assim como sobre o seu estado geral.
  • ·         Após o contato com o médico, que já conhece o histórico da criança, ele poderá orientá-lo sobre qual será a melhor solução para o momento.
  • ·         Nunca automedique seu filho com base em receituário antigo ou por palpite de outras pessoas. Isso pode agravar e colocar em risco a saúde e vida do enfermo.
  • ·         É indicado levar a criança ao pronto socorro infantil quando você observar que ela não está bem e não conseguiu falar com o seu médico.
  • ·         Ou, também, nos casos de falta de ar, febre muito alta – acima de 38º, vômitos contínuos, diarreia e convulsão, por exemplo.
  • ·         E por último, não menos importante, evite praticar a cultura do PSI, no qual os pais imediatamente, sem avaliar e levar em conta a gravidade do problema, já se encaminham para as unidades de atendimento de emergência e enfrentam longas esperas, expondo suas crianças à novos contágios e infecções.
  • ·         Criar laços com o profissional é uma dica que pode fazer toda a diferença na qualidade de vida da criança e de seus familiares.

Definição:
De acordo com a definição do Ministério da Saúde, pronto-socorro é o estabelecimento de saúde destinado a prestar assistência a doentes, com ou sem risco de vida, cujos agravos à saúde necessitam de atendimento imediato, sendo que seu funcionamento deve permanecer ininterrupto durante as 24 horas do dia e dispõe apenas leitos de observação.

Quer saber mais e receber dicas diárias de saúde e bem-estar?
Então cadastre-se no nosso site e curta a nossa página no Facebook

Sobre Dra. Priscila Zanotti Stagliorio
É médica pediatra há mais de dez anos, atua na zona norte de São Paulo, em consultório particular, no Pronto Socorro do Hospital São Camilo – unidade Santana, e na rede Dr. Consulta – unidades Tucuruvi e Santana. Em seu currículo possui diversas participações em congressos, cursos de especialização e atuações em prontos socorros, clinicas e ambulatórios médicos da grande São Paulo – Capital. Oferece curso personalizado para gestantes, com o objetivo de ajuda-las na mais importante missão de suas vidas: ser mãe. Para solicitar informações sobre o curso de gestante:  priscilazs@yahoo.com.br / pediatraonlinetirasuaduvida@gmail.com / contato@jcgcomunicacao.com - coloque no assunto a informação que deseja saber e ou solicitar.


Colaboração textual:
Agência Informação Escrita / Agência JCG Comunicação e MKT
Jornalista Carina Gonçalves

11-4113-6820 / contato@jcgcomunicacao.com

Receba nosso News Letter

Anuncie aqui

Saiba mais: 11-4113-6820