Rafael Cortez faz show no Bar Brahma 
no dia 09 de outubro

Além de suas músicas, Cortez apresentará parte de um repertório de canções de fossa de compositores do passado em versões divertidas 



O show "Rafael Cortez - nova e velha MPB" apresenta algumas das músicas que Cortez compôs ao longo dos últimos anos, com letra e melodia próprias, mas que só agora ganharam uma cara final. Entre uma e outra de suas composições (tratadas no show como a parte nova de sua MPB), Rafael e banda mostrarão algumas das canções mais tristes do passado da nossa música popular em novas versões: obras de Maysa, Antonio Maria, Dolores Duran e outros. "São peças que, de tão tristes e fatalistas, com um excesso de imagens cruéis e sentimentos rasgados e sem esperanças, chegam a ser engraçadas. E é isso que quero mostrar: do mesmo modo que amor e dor caminham juntos, o mesmo acontece com a tristeza e a alegria. Vale a pena notar como a gente foi tão fatalista no passado!" - destaca Cortez.

Criador e diretor do Música Divertida Brasileira - projeto de pop-rock que apresenta com a banda Pedra Letícia desde 2013, com show e recente CD lançado, e onde resgata e apresenta em novas versões as canções mais divertidas da MPB - Rafael Cortez mostra, com parte de um repertório de fossas de outros tempos, sua nova pesquisa: agora em cima do trágico, do "soluçar sem fim" da nossa música, mas sempre com o lado da comédia como pano de fundo. "Se eu morresse amanhã de manhã"/ "Ninguém me ama, ninguém me quer" de Antonio Maria, e  "Solidão" e "Alguém me disse", sucessos de Maysa, são algumas das canções selecionadas.

Já como compositor, Cortez apresenta sambas como "Silvia", o forró "Eu avisei", a balada pop "Amor no Gibraltar", as românticas "Encantada" e "Compromisso", além de "Refúgio" - um quase funk, "Questão de Tempo" - canção motivacional para estudantes em crise com carreira e vocações, e a intimista "Naquele Tempo". Em todas as composições, nota-se a preocupação com a poesia, ritmo e métrica: características de suas obras, apresentadas em show pela primeira vez.

A parceria com Sérgio Bello
As músicas de MPB de Rafa Cortez só nasceram graças ao encontro do artista com o violonista, diretor musical e arranjador Sérgio Bello. Com mais de 40 anos de atuação na música brasileira, foi graças a Bello que as composições de Cortez ganharam harmonia e arranjos. Tudo foi registrado em um CD gravado na cidade de São Paulo entre junho e agosto últimos, e com lançamento a ser anunciado e realizado em breve.

Sérgio Bello ainda é o responsável pela condução da banda que tocará com ele e Cortez no show do Bar Brahma: em uma apresentação intimista e leve, os dois subirão ao palco com mais dois músicos, totalizando uma banda formada por violão, guitarra, baixo e bateria.

Rafael Cortez
Artista desde os 17 anos, completa 25 anos de carreira artística em 2018. Só se tornou conhecido do grande público com o sucesso do CQC em 2008, já com 31 anos de idade, passando a ser uma figura pública com stand-up, TV, música, literatura e atuação na internet.

Até seus 31 anos, Cortez atuou em peças teatrais infantis, em musicais, realizou recitais de violão clássico (instrumento que estudou com afinco entre 1994 e 2002 ao lado de grandes mestres), foi contador de histórias, animou festinhas infantis, e foi produtor de circo, teatro e televisão por uma década. Em 2011, já conhecido, lançou "Elegia da Alma", seu segundo CD de composições próprias para violão solo (o primeiro foi o demo "Solo", de 2005). Em 2016, lançou o CD do "Música Divertida Brasileira".

Rafael Cortez tem sua própria palestra motivacional ("Apostando na Carreira", com versões para mercado corporativo e estudantil), cinco audiolivros de clássicos da literatura brasileira lidos na sua voz, dois livros próprios (além do recente "Memórias de Zarabatanas", "Meu azar com as mulheres", de 2015), um canal de humor no Youtube ("Love Treta"), dois solos de comédia stand-up ("De tudo um pouco" e "O Problema não é você, sou eu"), o show do "Música Divertida Brasileira" e ampla atuação como mestre de cerimônia, comediante, apresentador ou mediador em eventos corporativos e na publicidade do Brasil.  

Na TV, passou pela Band, Record, Comedy Central, GNT, Multishow e Rede Globo de Televisão - seja como apresentador, repórter, ator, humorista ou participante de reality-shows.

Salão Principal Bar Brahma
Capacidade: 240 pessoas
Show: 21h
Data: 9 de outubro
Censura: 18 anos
Preço: R$ 40

Fonte: assessoria de imprensa

Receba nosso News Letter

Anuncie aqui

Saiba mais: 11-4113-6820